terça-feira, 11 de outubro de 2016

JUDEU AUTÔNOMO: Afinal de contas, Yeshu'a aboliu ou não a Torah?

Texto original no Blog: JUDEU AUTÔNOMO: Afinal de contas, Yeshu'a aboliu ou não a Torah?: por Mashmid 

Primeiramente, Yeshua diz:
(Mateus 5:17) - Não cuideis que vim destruir a lei ou os profetas: não vim ab-rogar, mas cumprir.
(Mateus 5:18 ) - Porque em verdade vos digo que, até que o céu e a terra passem, nem um yud ou um kotz se omitirá da Torah, sem que tudo seja cumprido.
"Até que céu e a terra passem".
O céu está aí e a terra sob nossos pés, até que o céu e a terra passem a Torah está vigente.
Mas, por que então os cristão dizem que a Lei foi Abolida? É simples, por pura má interpretação e falta de utilização de Hermeneutica, usando textos fora do contexto.
Outra coisa que contribui com isso é a falta de conhecimento sobre a cultura judaica. Eles não percebem que mesmo os textos da Brit Chadasha se utilizam de expressões judaicas.
A dificuldade de se fazer distinção por parte dos cristãos
Os cristãos não conseguem dividir as coisas, não entendem que há alianças distintas e o que é prometido a uma pessoa não se interpreta a outra.
A promessa que D-us fez a Avraham não é a mesma promessa que D-us fez a David.
Há diversidades de alianças, a Adâmica, Noética, Abraâmica, Mosaica, Davídica,etc..
Cada promessa é diferente e é específica à pessoa, não podemos utilizar uma promessa feita a outra pessoa para se referir a nós, a não ser que estejamos inclusos na promessa.
Uma promessa específica ao povo judeu é sobre a herança da terra de Kinaan a qual D-us fez a Avraham.
E outra promessa feita a Avraham que inclui aos gentios é aquela que diz : "Em teu nome serão benditas todas as famílias da terra".
Ou seja, a herança da terra de Kenaan é para os gentios também? Claro que não, pois o texto é claro e refere-se à promessa como sendo especificamente aos descendentes de Avraham, não no sentido figurativo mas no literal.
O início da Segunda Aliança
Quanto foi que deu início a segunda aliança?
O Brit Chadasha deu início logo após a morte de Yeshua, pois antes de sua morte estávamos ainda sob a Lei de purificação através de sangue de animais.
Após a morte de Yeshua iniciou-se a purificação através de seu sangue.
Enquanto um testador vive não há valor o testamento, só entra em vigor após a morte do testador.
(Hebreus 9:16) - Porque onde há testamento, é necessário que intervenha a morte do testador. (Hebreus 9:17) - Porque um testamento tem força onde houve morte; ou terá ele algum valor enquanto o testador vive?
Então após a morte de Yeshua, há algum texto que diz que os discípulos dele ainda guardavam a Torah?
Veremos em breve.
Os cristãos acreditam mais nos Fariseus do que nas escrituras
Normalmente encontramos cristãos que dizem que Yeshua não se preocupou com a guarda de Shabat.
Por que isso acontece? Porque os cristãos não percebem que seguem ao fermento dos Fariseus.
Yeshua diversas vezes foi acusado de transgredir ao Sábado, mas quais foram as acusações utilizadas pelos Fariseus?
(Mateus 12:10) - E, estava ali um homem que tinha uma das mãos mirrada; e eles, para o acusarem, o interrogaram, dizendo: É lícito curar nos sábados?
Eles acusavam a Yeshua de curar nos sábados. Mas onde está escrito na Torah alguma proibição de se curar no Sábado?
Por acaso há alguma lei proibindo a cura no Sábado?
Será que os evangélicos não percebem que eles estão apregoando os ensinamentos dos Fariseus dizendo que curar no Sábado é transgressão sendo que não existe Lei para proibir isso?
Mas não foi só a Cura no Sábado a acusação dos Fariseus.
(Mateus 12:1) - NAQUELE tempo passou Yeshua pelas searas, em um sábado; e os seus discípulos, tendo fome, começaram a colher espigas, e a comer.
Outro texto que é utilizado pelos cristãos, novamente eles utilizam as acusações dos Fariseus, sem perceber que estão sendo discípulos dos Fariseus da época.
Por falta de conhecimento da cultura, os cristãos não sabem que Yeshua agiu conforme o que é ensinado nos textos Talmúdicos, de que a vida é mais importante do que o próprio Shabat.
Por isso médicos, enfermeiros, soldados e policiais não são proibidos de trabalhar em Shabat, pois são funções as quais não podem parar nunca, e são liberados por isso.
Uma das proibições de Shabat é de que não se pode fazer jejum em shabat e não pode ficar sem comer algo em shabat.
Os discípulos de Yeshua não fizeram nada além do que é permitido quando a vida está em primeiro lugar.
Yeshua utiliza-se das leis sacerdotais , pois os sacerdotes faziam o serviço do templo mesmo no dia de Shabat e eram livres para o fazer, pois um mandamento maior sobrepõe o menor.
Ele também se utilizou do texto de quando David come os pães da proposição o qual era permitido somente para os sacerdotes comerem, mas como a vida de David dependia disso, então sempre a vida em primeiro lugar.
Só que os cristãos não sabem disso, Yeshua não fez nada diferente do que ensinam os sábios do Talmud, sendo assim ele está enquadrado nos ensinamentos.
Mas como é que um cristão vai saber disso se não conhece nada de judaísmo? Vão continuar acreditando no fermento dos Fariseus.
Bem, mas voltando ao assunto anterior sobre o início da Nova Aliança... após a morte de Yeshua inicia-se a Nova Aliança e se Yeshua tivesse ensinado alguém contra Shabat, então o que dizer do texto a seguir?
(Lucas 23:56) - E, voltando elas, prepararam especiarias e ungüentos; e no sábado repousaram, conforme o mandamento.
Elas eram judias e Yeshua não ensinou a elas a se apartar da guarda de Shabat.
Não estamos dizendo que os gentios tem obrigação disso, estamos dizendo é que o judeu tem essa aliança com D-us, e D-us diz : "uma aliança perpétua entre mim e vós".
E isso aconteceu já na Nova Aliança, ou seja, após a morte do testador.
A dificuldade dos cristão com respeito a Hermenêutica
Assim como acontece com as Alianças, assim também com as epístolas, os cristãos têm dificuldade em perceber quando uma epístola é dirigida a determinada pessoa ou grupo de pessoas.
Da mesma maneira que eles não entendem que nós não apregoamos a obrigação das leis judaicas aos gentios, eles também não entendem que os gentios não devem apregoar a quebra dos mandamentos aos judeus.
Por exemplo, uma epístola que é dirigida aos gentios que eles querem interpretar que é dirigida também aos judeus é a Epístola de "Aos Gálatas".
Como o próprio nome já diz, a epístola era para os "Gálatas" e não para judeus, pois os gálatas não eram judeus.
Vide o link da Wikipedia : [url=http://pt.wikipedia.org/wiki/Galácia]Galácia[/url]
Parece que, por volta de 278-277 a.C., um grande número de celtas da Gália ou gauleses, que os gregos chamavam de Galátai (daí o nome desta região), atravessaram o Estreito do Bósforo e se estabeleceram nesta região.
Segundo o que o próprio Paulo diz, ele foi enviado aos gentios e não aos judeus, portanto as epístolas de Paulo são todas objetivadas aos gentios.
(Gálatas 2:7) - Antes, pelo contrário, quando viram que o evangelho da incircuncisão (gentios) me estava confiado, como a Pedro o da circuncisão (judeus)
(Gálatas 2:8 ) - (Porque aquele que operou eficazmente em Pedro para o apostolado da circuncisão, esse operou também em mim com eficácia para com os gentios),
Nessa epístola Paulo ensina aos gentios a afastarem-se dos Judeus crentes em Yeshua que os obrigavam a circuncisão e a guarda das leis judaicas.
Paulo não diz que os judeus não devem guardar às leis, o que ele diz é para que gentios não guardem as leis que foram obrigadas aos judeus, visto que os gentios não são participantes dessas alianças.
(Gálatas 2:3) - Mas nem ainda Tito, que estava comigo, sendo grego, foi constrangido a circuncidar-se;
Com a pregação dos judeus de Jerusalém que importunavam aos gentios de que deveriam se circuncidar e guardar às leis judaicas, então os gentios ficaram com dúvidas se seriam salvos sem guardar as leis judaicas, sendo assim, estavam fracos na fé, duvidando se apenas crer em Yeshua seria o suficiente.
Porque os esses judeus apregoaram a eles que se eles não se circuncidassem não se agregariam às promessas de Avraham.
Essa foi a preocupação de Paulo, pois havia judeus obrigando aos gentios à conversão total ao judaísmo, para que se tornassem participantes das promessas de Avraham.
Mas Paulo fala que a promessa feita a Avraham foi pela fé. Sendo assim, os gentios são justificados pela mesma fé que teve Avraham.
(Gálatas 3:8 ) - Ora, tendo a Escritura previsto que D-us havia de justificar pela fé os gentios, anunciou primeiro o evangelho a Abraão, dizendo: Todas as nações serão benditas em ti.
Mas preste atenção, o texto diz "havia de justificar pela fé os gentios". O texto não diz "judeus" , diz "gentios".
Pois as alianças feitas com Israel são "perpétuas" e como disse Yeshua "até que o céu e a terra passem".
A Torah foi dada aos judeus e não aos gentios, portanto, o gentio é justificado exclusivamente pela fé, mas isso não exclui os judeus de suas alianças com D-us.
Sabendo também que há leis para os gentios, como proposto no concílio de Jerusalém.
Novamente atente que a epístola de aos gálatas se dirige aos "gentios", dizendo sobre a justificação pela fé "DOS GENTIOS".
Mesmo com as alianças , os judeus crentes em Yeshua não se dizem justos por causa dos mandamentos seguidos, pois como foi dito "não há um justo que faça o bem e não peque".
Somos justificados no Mashiach.
Para que se preocupar com rituais?
Os rituais não foram criados por Moshe (Moisés), mas antes foram dados a Moshe, o qual recebeu de D-us esses rituais.
Portanto, quem despreza a isso despreza a D-us que o deu.
E por falar em ritual, por acaso, o que é o Batismo!?
Não são rituais o Batismo e também a ceia que é chamada pelos cristãos de santa-ceita?

Era Paulo um enganador?
Judeus que são contra Yeshua, geralmente utilizam os textos que dizem que Paulo se fez judeu para judeus.
Eles afirmam que Paulo era um enganador e fingido, e que se disfarçava de judeu, fingindo guardar a Lei.
E o pior de tudo é que são os cristãos os que dão margem a essa interpretação, dizendo também os cristãos que Paulo se fazia de judeu.
É o mesmo que o chamar de fingido e enganador.
Estando eu em um debate, um evangélico utilizou-se do texto a seguir para dizer que Paulo se fazia de judeu.
E o pior é que o texto é tão nítido que não entendo como não conseguem entender.
Só que veja a interpretação real do texto:
(Atos 21:21) - E já acerca de ti foram informados de que ensinas todos os judeus que estão entre os gentios a apartarem-se de Moisés, dizendo que não devem circuncidar seus filhos, nem andar segundo o costume da lei.
(Atos 21:22) - Que faremos pois? em todo o caso é necessário que a multidão se ajunte; porque terão ouvido que já és vindo.
(Atos 21:23) - Faze, pois, isto que te dizemos: Temos quatro homens que fizeram voto.
(Atos 21:24) - Toma estes contigo, e santifica-te com eles, e faze por eles os gastos para que rapem a cabeça, e todos ficarão sabendo que nada há daquilo de que foram informados acerca de ti, mas que também tu mesmo andas guardando a lei.
O texto diz: " E já acerca de ti foram informados de que ensinas todos os judeus que estão entre os gentios a apartarem-se de Moisés".
Novamente estamos no mesmo dilema do fermento dos fariseus, só que agora são os informantes que estão acusando a Paulo de não guardar a Lei.
Esses informantes disseram aos judeus em Jerusalém que Paulo andava ensinando contra a Lei e que ensinava aos judeus a se apartar das Leis judaicas.
O interessante é que os cristão assim como crêem nos Fariseus, também crêem na mentira desses informantes, que acusavam a Paulo ilegitimamente.
O texto diz: "Faze, pois, isto que te dizemos: Temos quatro homens que fizeram voto."
Os chaverim que estavam com Paulo dizem a ele para que tomasse esses quatro homens que estavam de voto.
Esses quatro homens estavam fingindo que estavam de voto ou realmente estavam de voto?
O texto continua : "Toma estes contigo, e santifica-te com eles, e faze por eles os gastos para que rapem a cabeça"
Paulo deveria tomar esses quatro homens com ele, e santificar-se com eles.
Paulo se santificaria verdadeiramente ou fingiu ? Ele pagaria os gastos da tosquia dos homens por fingimento?
Diz o texto : "e todos ficarão sabendo que nada há daquilo de que foram informados acerca de ti, mas que também tu mesmo andas guardando a lei. "
Nada há daquilo que foram informados, ou seja, o que disseram não existe.
Há traduções mais claras do que essa, que dizem : "e todos ficarão sabendo que não é verdade o que informaram".
Os quatro homens e também Paulo, não estavam fingindo a situação, eles realmente estavam de voto e se santificando.
E para mostrar que os informantes estavam realmente mentindo, ele faz segundo o conselho dos chaverim que estavam com ele.
"Mas que também tu andas guardando a lei", para mostrar que ele também guardava a lei.
A Brit Chadasha novamente afirma que Paulo fez voto e que a verdade era que continuava guardando a Lei, mesmo estando na Nova Aliança.
A Brit Chadasha fala também de um voto particular de Paulo e será que ele estava fingindo? Vejamos o texto?
(Atos 18:18 ) - E Paulo, ficando ainda ali muitos dias, despediu-se dos irmãos, e dali navegou para a Síria, e com ele Priscila e Áqüila, tendo rapado a cabeça em Cencréia, porque tinha voto.

Como diz o texto: "tendo rapado a cabeça em Cencréia, porque tinha voto".
Novamente eu faço a pergunta : "Era Paulo um enganador?"
Para que se preocupar com alimentação?
Um rapaz evangélico me disse que Yeshua purificou a todos os alimentos, e que agora todos os alimentos são permitidos de se comer.
O texto utilizado foi este:
(Marcos 7:19) - Porque não entra no seu coração, mas no ventre, e é lançado fora, ficando puras todas as comidas?

Ele se baseou na expressão : "ficando puras todas as coisas".
Eu perguntei a ele se isso era literal e ele disse que sim.
Então perguntei se o debate entre Yeshua e os opositores era concernente à alimentação e ele respondeu que sim.
E perguntei "como foi que se iniciou esse debate?". Mas não obtive respostas.
Mais uma caso de versículo isolado sem contexto.
O debate de Yeshua iniciou-se com a acusação de que os discípulos de Yeshua comiam sem fazer Netilat Yadaim (a lavagem das mãos).
O debate não era a respeito do que comiam, não era a comida em si, mas sim sobre o comer sem lavar as mãos.
Yeshua diz que o alimento sem lavar as mãos não é o que contamina ao homem (no espírito), mas sim o que sai do coração. Ou seja, os maus pensamentos.
Como diz: "do que fala a boca está cheio o coração".
Se a passagem fosse literal, então, o que é que sairia do coração senão sangue?
Até a palavra "coração" nesse texto é figurativa, pois todos sabemos que os pensamentos são desenvolvidos no cérebro e não no coração.
O debate era sobre Netilat Yadaim (lavagem das mãos) e não sobre alimento.
Cheguei a perguntar ao rapaz : "Se o que entra não contamina, então, posso comer sangue?
Novamente ele não respondeu.
Será que não percebem essas coisas?
Outra passagem interessante está em Atos 10, quando Pedro tem a visão de animais da terra, e ouve uma voz dizendo : "Pedro, mata e come".
Pedro responte : "De modo nenhum, senhor, porque nunca comi coisa alguma comum e imunda"
O interessante é que mesmo que D-us dissesse a Pedro para transgredir uma lei, Pedro ainda diria "De modo algum". Rs
Daí dá para ver o quanto ele era zeloso quanto a esse mandamento.
Mesmo sendo visão figurativa, pois figurava a pessoa de Cornélio, no instante em que Pedro tem a visão ele pensa ser literal e que realmente deveria matar e comer.
Só depois entendeu que a visão se tratava de Cornélio, para que ele não chamasse de impuro ao gentio o qual D-us havia santificado.
Então fica claro que Pedro ainda seguia aos mandamentos concernentes aos alimentos, e isso vivendo já na Nova Aliança, ou seja , na famosa "graça" citada pelos cristãos para desmerecer a Lei.
Até a palavra "graça" é incompreendida pelos cristãos e entendem "graça" como sendo algo contrário a Lei.
Não sabendo eles que a Lei foi dada pela graça de D-us.
Utilizam sempre o versículo que diz: "O fim da Lei é Cristo".
Só que não sabem que no texto grego a palavra "télos" pode ser traduzida como "finalidade".
Ou seja, "A finalidade da Lei é o Messias".
Por que a finalidade de Lei é o Messias?
Porque desde Bereshit (Gênesis) até o último profeta, todos apontam para um único caminho que é o Mashiach. A finalidade da Lei é apontar ao Mashiach.
Yeshua disse : "(Mateus 11:13) - Porque todos os profetas e a lei profetizaram até João."
O que profetizaram até João ? Profetizaram sobre o Messias.
Pois a finalidade de toda a lei e dos profetas sempre foi apontar ao Messias.
O último a profetizar sobre o Messias foi João.
E ainda tem gente que interpreta que isso significa o fim dos profetas, ou seja, dizem que após João não haveria mais profetas.
Mas será que não enxergam o que lêem? Veja o que diz o texto:
(Atos 21:10) - E, demorando-nos ali por muitos dias, chegou da Judéia um profeta, por nome Ágabo;
Daí podemos ter uma idéia de como é deturpada a interpretação desses cristãos.
O mal de tudo é que os cristãos já têm suas opiniões cauterizadas por tanto ouvir idéias tendenciosas.
Até as traduções são tendenciosas. As traduções tendem aos ensinamentos cristãos, fazendo de tudo para insuflar suas doutrinas na mente de seus seguidores.
Tornando-os pequenos, ou melhor dizendo, os menores no reino.
Como foi dito : "Qualquer, pois, que violar um destes mandamentos, por menor que seja, e assim ensinar aos homens, será chamado o menor no reino dos céus;"
E assim ensinam contra os mandamentos (Torah).
Espero que abram as vossas mentes e não sejam como uma ostra cuja única defesa é se fechar.
Se é que isso é defesa. Ou não sabeis que a ostra só produz a pérola quando é ferida?
Talvez o que repute por mal é na verdade o teu bem.


Shalom a Todos!!!!

5 comentários:

  1. Opa meu amigo! Voltando ao ofício sim! Andei olhando os acessos do blog mesmo sem postar nada ha quase 2 anos e, aparentemente, tem interessado pessoas em alguns lugares. Tentar ajudar de alguma forma!

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Querido. Então quer dizer que não somos obrigados a guardar o shabat (sábado)e sim apenas os outros 9 mandamentos do decálogo, foram os demais morais que sei que devo guardar, como nos ensina a Torah?

    ResponderExcluir
  4. Shalon a todos. Eu gostaria de poder saber como eu poderia tirar uma cópia (PDF) por que está muito bem elaborado,muio bem explicado, seria tão bom se irmãos (as) lessem, esta mensagem, para serem + edificados, realmente os líderes das denomnaçoes estão deixando muito a desejar, alguem disse aqui pela internet um filho e judeu citand as igrejas gentílicas, numa Parasha (A VISÃO DO REINO) ele diz que; nós temos que, acreditar que Israel será a luz pra todas as nações,pois os judeus é a menina dos olhos do Eterno, então sigamos, Yeshua o Rei dos Yahudim , o Redentor de Israel, a raiz a oliveira braba, o descendente e David , eu sou enxertado nesta oliveira braba, mesmo sendo goym, guardo o shabat, não vou + em igreja nenhuma, pois não aceito acatar ordens de roma, pois as igrejas estão debaixo das ordens de roma, eu tenho provas de que, o Messias não ressuscitou no domingo e sim no shabast, eu tenho a Escritura Hebraica TANAKH E B'RIT HADASHAH, e consta no livro de Markus cap 16:9 a Eascrtura deixabem clara a mnsagem. e os talmidins se reuniaõ somente nos Shabats , Yesuhua nunca disse que o Shabat seria substituido pelo domingo Shalon atodos que estão em Yehua haMashiac o ungido do Pai

    ResponderExcluir